A Companhia

Sediado em Faro, Portugal, o JAT - Janela Aberta Teatro nasceu do desejo de formar uma companhia especializada em Teatro Físico. Um teatro onde a fisicalidade do artista cénico assume especial relevância, e a pesquisa do corpo poético e extra-quotidiano é colocada ao serviço de novas dramaturgias. Um teatro que não necessita do uso da palavra, mas que não a deixa de parte. A companhia é dirigida por Diana Bernedo, actriz e encenadora basca, e Miguel Martins Pessoa, actor e encenador português. Entre as suas criações originais destacam-se os espectáculos Algo de Macbeth, As Bodas de Prata do Conde Baldinski, Filhos da evolução, Cinema Miami, Sai da Frente e Asas de papel. 

Paralelamente à criação de espectáculos, o JAT desenvolve um forte projecto de Formação Teatral no Algarve, com a oferta de um leque de oficinas, onde se aprofundam disciplinas variadas do Teatro em geral, e do Teatro Físico em particular, como o Mimo Contemporâneo, Pantomima, Método Suzuki, Viewpoints, Movimento, Máscara, Clown, Formação Vocal, Canto, etc, formando novos actores e novos públicos. A companhia tem sido solicitada para dirigir oficinas e workshops em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente em Inglaterra, Espanha e Itália.

Os projectos de Teatro Comunitário são também uma das principais áreas de intervenção artística do JAT. Na cidade de Quarteira, com o Grupo de Teatro Comunitário - Quarteira Fora da Caixa, e em Faro, com o Teatro de Vizinhos – Faro. Estes dois grupos têm como objectivo ser um espaço de criação e participação comunitária, de jogo e expressão artística, de pensamento do território e do tempo em que vivemos, de transformação das ideias colectivas em teatro, de forma poética e popular, onde a comunidade é a protagonista das suas histórias.

Algo de Macbeth (Foto: Daniel Pina) 

O JAT Colabora com estruturas e companhias nacionais e internacionais como o Teatro Lethes, o Cineteatro Louletano, o Teatro das Figuras, Gimnásio Clube de Faro, a Universidade do Algarve, o IPDJ-Faro, a Associação Recreativa e Cultural de Músicos, a Escola Secundária Tomás Cabreira, a Casa das Virtudes, Aquatropia, Te.Atrito, a Re-Criativa República 14, do Algarve; o Spazio18 e A Compagnia Dei Masnadieri, de Itália, a Escuela Internacional de Mimo y Teatro Gestual Nouveau Colombier, a Escuela Superior de Artes Escénicas de Córdoba (ESAD), TeatroLab, Teatro Paraíso Antzerkia e Palanka Teatro de Espanha; o Lab Teater Ciputat de Indonésia, The Mono Box de Inglatérra, Chance of the Hunter de Hungria, Tyefada de França, The Thursday Group de Austrália, Nostalghia Theater de Grécia, Leneus de Brasil ou Matemurga, da Argentina. Organiza encontros e workshops, a nível nacional e internacional, para artistas cénicos e formadores de vários países.

Tem sido convidado para conferências, tertúlias e laboratórios de criação, como: Conversas à Quinta no Cineteatro Louletano, Tertúlias No Teatro às 6 e Tertúlia Dialógica no Teatro das Figuras, Shock Lab, Laboratório de prática artística no âmbito do Festival Verão Azul ou as II Jornadas de Teatro do Oprimido na Escola Superior Educação e Comunicação da Universidade do Algarve.

O JAT – Janela Aberta Teatro organiza o MOMI - Festival Internacional de Teatro Físico – Algarve, que terá a sua primeira edição em Novembro de 2021, na cidade de Faro. Um festival que acolherá companhias nacionais e internacionais, onde se destaca a coexistência de fórmulas e linguagens estéticas distintas, conectando público, artistas e cidade, no que pretende ser um evento inesquecível.

Asas de Papel (Foto: Hugo Martins de Oliveira)